O SUPREMO VAI DECIDIR EM FEVEREIRO O CRONOGRAMA DO IMPEACHMENT

A batalha entre o governo federal e os partidos de oposição sobre a data do desfecho da análise do pedido de impeachment de Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados já mobiliza as áreas jurídicas dos dois lados e deve ser decidida pelo STF. A matéria está publicada no jornal a Folha de São Paulo e vem assinada pela jornalista Mariana Dias, afilhada de Edinho Silva, Ministro da Comunicação de Dilma. Os outros dois profissionais que editaram a matéria são Ranier Bragon e Gustavo Uribe.

Segundo informa a Folha, o Palácio do Planalto vende a ideia de que conta com votos suficientes para arquivar o pedido de impeachment. Por isso os petistas “forçam” um desfecho muito rápido no processo, contando com a leniência do povo brasileiro que estará envolvido nas festas de final de ano e não sairia para as ruas para protestar.

Já a oposição e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha(PMDB-RJ), trabalham com o cenário de que em fevereiro e março o quadro econômico estaria completamente deteriorado e impulsionaria  uma nova onda de protestos de rua  e provocaria uma avassaladora dissidência na base governista.

O Recesso judiciário no STF inicia em 21 de dezembro e se estende até 01 de fevereiro de 2016. Essa matéria, segundo o Regimento Interno do Tribunal tem de ser apreciada pelo Colegiado  e não dá margem  e espaço para uma decisão monocrática, isolada, o que joga tudo para o ano jurídico de 2016.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/12/1715471-stf-devera-decidir-data-de-desfecho-do-impeachment.shtml

convite-facebook