EXÉRCITO BRASILEIROPT COMEÇA A DESTRUIÇÃO GRADATIVA DA TROPA OPERACIONAL

O mais bem informado blog da área militar – montedo.com – informa que uma unidade operacional do exército brasileiro – 56º BI – concentrada em Campos/RJ poderá ser desativada após a olimpíada do Rio de Janeiro. Economia segundo algumas fontes, falta de meios dizem outras… Mas o Cristalvox crava: desmobilização das FFAA! O PT e ALDO REBELO, Ministro da Defesa do PC do B  apostam no caos para desmobilizar a tropa, aos poucos, até sua completa inanição.

Leia o post de Montedo.com

O comandante do 56º Batalhão de Infantaria (BI) do Exército Brasileiro, tenente coronel Cleiton Souza Cruz, está preparando a defesa de permanência da unidade em Campos, a ser entregue a 9ª Brigada de Infantaria Motorizada, no Rio de Janeiro, na próxima sexta-feira (27). Segundo Cruz, o 56º BI poderá ser desativado após os Jogos Olímpicos de 2016, conforme proposta apresentada durante a 302ª Reunião do Auto Comando do Exército (ACE), realizada em 30 de outubro deste ano, em Brasília. Um movimento nesta segunda-feira no calçadão Boulevard Francisco de Paula Carneiro, no centro de Campos, chamou a atenção da população para o possível fechamento da unidade.

O comandante esclareceu que, através da documentação da 302ª Reunião, os generais solicitaram que ele fizesse uma espécie de argumentação, defendendo ou não, a permanência do batalhão em Campos. “Na minha primeira argumentação defendi pela permanência. O batalhão tem história e uma ligação muito forte com a cidade. Campos é uma cidade muito boa e tenho militares que gostam da cidade”.

Abaixo-assinado e reportagens

Segundo Cruz, a proposta de desativar o 56º BI foi da Secretaria de Economia e Finanças do ACE em função da Lei Orçamentária Anual (LOA) do Governo Federal. “Dentro da LOA, o governo anunciou que haverá muitos cortes dentro das Forçam Armadas para o período de 2016 e 2017, com reflexos para o Exército, que terá que listar o que é prioridade”, ressaltou.

De acordo com Cruz, o fechamento do quartel poderá causar um impacto negativo para Campos e região. “Nós temos no 56º BI 1.700 usuários do sistema de saúde, que são os ativos, inativos, pensionistas e dependentes. Caso feche o batalhão, este público terá que buscar pelo atendimento em outras unidades mais próximas. Campos é uma referência nacional, pois muitas pessoas de outros municípios e estados são atendidos no 56º BI, e isso faz parte da minha defesa”, lembrando que a despesa com a folha de pagamento de pessoal é de R$ 75 milhões por ano.

Movimento

Segundo o organizador do movimento, Joilson José Terra, estão sendo recolhidas assinaturas que poderão chegar às mãos da presidente Dilma Rousseff. Segundo Terra, o abaixo-assinado e reportagens de jornal do movimento anterior serão levados ao comandante do 56º BI, tenente-coronel Cleiton Sousa Cruz, para que ele encaminhe ao Ministério do Exército.

http://montedo.blogspot.com.br/2015/11/bingo-batalhao-do-exercito-deve-ser.html?spref=fb

 

convite-facebook