GERMANO, O ENGARRAFADOR DE PROPINA!

José Otávio Germano(PP/RS), acostumado a “calar” seus inimigo e desafetos com o uso “da força” e “poder”, vê seu castelo de areia ruir numa velocidade inimaginável. Sempre se valendo de informações privilegiadas – “guardianizadas” –   e de uma equipe “pronta” para fazer “qualquer” serviço, do tipo  – pedir judicialmente autorização para vasculhar  “e encontrar alguma coisa” em escritórios de advogados não alinhados – o deputado pepista está no fim. Escapou da Rodin, mas sucumbirá na Lava Jato.

 OS DEPUTADOS JOSÉ OTÁVIO GERMANO (PDT-RS) E LUIS FERNANDO FARIAS (PP-MG) ATUARAM COMO LOBISTAS DA EMPREITEIRA.

Os deputados Luis Fernando Farias (PP-MG) e José Otávio Germano (PP-RS) pagaram R$ 200 mil a título de propina ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, em troca de benefícios à empresa Fidens Engenharia, segundo relatório enviado pela Polícia Federal ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em 2010, Farias e Germano pagaram propina para que a Fidens pudesse renovar o certificado que permitia a empresa se inscrever nas licitações da Petrobras.

Eles acondicionaram o dinheiro sujo em uma uma garrafa de cachaça e a entregaram a Paulo Roberto Costa no Hotel Fasano, no Rio de Janeiro.

A construtora participou e venceu três das concorrências: na obra de terraplanagem da Refinaria Premium 1, no Maranhão, em 2010, e outras duas em 2011.

O caso foi delatado pelo ex-diretor, em depoimento sob acordo de delação premiada.(Diário do Poder)

convite-facebook