GOVERNADOR SARTORI! FALE PARA O RIO GRANDE, OS GAÚCHOS QUEREM OUVÍ-LO.

Hoje, contados no calendário, fazem exatos sete meses que o Governador José Ivo Sartori tomou posse no comando do Estado do Rio Grande do Sul. Seu discurso simples, objetivo e “aparentemente sincero” convenceu os gaúchos. O “gringão de Caxias” prometia mudanças e flertava com a esperança de dias melhores. Mas de lá para cá, seus governados, infelizmente só testemunharam notícias ruins. A sua comunicação, de forma amadora, preferiu incursionar no perigosíssimo terreno do “terror”. Essa formula “manjada”  já mostrou que além de ineficaz, leva inevitavelmente quem dela se utiliza para um dos “compartimentos” da obra de Dante.

Dinheiro só para pagar salários! E agora, nem isso…

Hospitais fechados.  O número de leitos nos que ainda funcionam, estão sendo reduzidos de forma drástica. Médicos abandonam postos de trabalho por falta do pagamento de salários,  em razão da ausência de repasses de verbas carimbadas para os municípios.

Ruas sem segurança. As polícias civil e militar foram mutiladas com a “burra” decisão de cortar horas extras, insumos e diárias. O deslocamento profissional e necessário para o cumprimento de missões de segurança estão comprometidos. O resultado disso pode ser comprovado nos plantões das delegacias e nas ruas das cidades.

Estradas abandonadas. Até mesmo as praças de pedágios, nas quais o usuário paga para transitar,  mesmo a EGR sendo a responsável por sua administração, motoristas que também pagam IPVA, encontram buracos capazes de cortar pneus e provocar acidentes. O restante das estradas estaduais estão no mais completo abandono. Em alguns lugares, a cratera é capaz de engolir um “fusca”. Para transitar,  usuários são obrigados a eles mesmos, fechar buracos e crateras para que possam minimamente entregar o que produzem.

O Governador José Ivo Sartori tem obrigação de falar para os gaúchos. De forma sincera e clara contar, de viva voz, o que realmente está acontecendo. Mostrar números e informar, com coragem,  que o  Estado que governa está falido.

É fácil Governador. O senhor não tem medo de microfone e câmeras. Seu desempenho no horário eleitoral lhe rendeu o mandato.  Chame aquela turma que inventou “O SARTORÃO DA MASSA”  ou “O FILHO DA MAMA” para que eles, magos do marketing, produzam um texto claro, objetivo, convincente capaz de “acalmar os ânimos” e devolver a tranquilidade aos gaúchos.

É tudo muito grave Governador. Nessa madrugada a marginalia já “operou” nas estradas do Rio Grande. Não permita que a bandidagem ganhe as ruas, as estradas e nossas casas. Depois do caos, tudo fica muito mais de difícil de ser administrado.

Dê um basta a esse silêncio obsequioso!

Convoque uma rede de rádio e televisão e FALE AO RIO GRANDE!

Ouça a RAZÃO.  A verdade dói muito, as vezes de forma quase insuportável. Porém é bem melhor o sofrimento do que ignorar o sentimento da dúvida. Este já  toma conta dos servidores públicos e dos que patrocinam o movimento da máquina estatal, pagando impostos.

FALE AO E PARA O RIO GRANDE, GOVERNADOR SARTORI!

convite-facebook