LAVA JATO IMPLODE SENADO E CÂMARASEUS PRESIDENTES SERÃO DENUNCIADOS

A voz da Imprensa – Depois de festejar, nesta semana, a denúncia contra Lula e, sobretudo, contra Eduardo Cunha, que implodiu a base do governo na Câmara e rendeu-lhe o desengavetamento de 11 pedidos de impeachment, Dilma Rousseff, na semana que vem, poderá festejar ainda mais.

Além da provável prisão de José Dirceu e da ameaça de delação premiada de Renato Duque, Dilma Rousseff assistirá também à implosão da base do governo no Senado.(O Antagonista)

De acordo com Lauro Jardim, de fato, Rodrigo Janot tem em mãos um “míssil” para atingir Renan Calheiros. E ele está pronto para ser detonado.

Já Carlos Chagas informa:

A política não vive de boatos, apesar deles causarem prejuízos. Mas não há que confundi-los com rumores. Estes ocupam lugar superior na escala das previsões. O rumor em Brasília é de que Eduardo Cunha e Renan Calheiros serão denunciados, de hoje até a próxima semana, junto ao Supremo Tribunal Federal, como envolvidos na Operação Lava Jato.

Não apenas os presidentes da Câmara e do Senado terão abaladas suas imagens, pois junto com eles deverão balançar as estruturas do Legislativo. Torna-se necessário saber de que estariam sendo acusados. Por enquanto as possíveis acusações constituem boatos, pois todo mundo é inocente até que se lhe prove a culpa. Mas confortáveis não se encontram Cunha e Renan. Talvez por isso tenham redobrado sua ação contrária ao governo, nas discussões e votações de variados projetos.

No Congresso, amplia-se o sentimento de hostilidade frente ao palácio do Planalto. Está generalizada a impressão de haver o dedo do governo nas iniciativas do Procurador-Geral da República e da Polícia Federal. Ainda mais depois da invasão da casa e dos escritórios do senador Fernando Collor e outros parlamentares, com o sequestro de alguns de seus bens.

convite