CARDOZOVOCÊFODEUMINHA VIAGEM! DISSE DILMA ANTES DE VIAJAR PARA OS EEUU

O editor do Cristalvox não acredita em nada que a Presidente da República tenha dito, que seus assessores tenham dito que ela disse ou que jornalistas chapas-branca tentem convencer que ela tenha pensado dizer.

O trecho da reportagem publicada hoje pelo Jornal a Folha de São Paulo, assinado pelas jornalistas “diplomadas” –  do time que assegura que o diploma faz o jornalista mais ético, mais reto e mais isento – Natuza Nery e Marina Dias mostra como não se deve fazer jornalismo.  Apresenta “um release oficial” para mostrar  uma Dilma que não existe.

… Todo mundo sabe que a Folha de São Paulo entregou a editoria do PT para o PT. Não fosse isso não teria contratado Marina Dias, filha de Zé Américo Dias, Secretário Nacional de Comunicação do partido e afilhada do ministro de Comunicações da Dilma, Edinho Silva, para ser a “repórter Folha” junto ao partido, em Brasília… (“sic” Coronel do Blog)

Eis a versão oficial da Folha  onde Dilma teria usado a expressão ‘FODER” para seu “porquinho preferido”, hoje em queda livre, pedindo para ir embora, Zé Cardoso.

“Isso é uma agenda nacional, Cardozo, e você fodeu a minha viagem”, acrescentou a presidente. Dilma embarcou no dia seguinte para os Estados Unidos, onde passou cinco dias e se encontrou com o presidente Barack Obama.

“Agitada, andando em círculos e gesticulando muito, a presidente Dilma Rousseff olhou para os auxiliares e bradou, indignada: “Não sou eu quem vai pagar por isso. Quem fez que pague”.

Ela estava furiosa. “Não devo nada para esse cara, sei da minha campanha”, afirmou, referindo-se às suspeitas lançadas pelo empresário Ricardo Pessoa sobre as doações à sua campanha à reeleição.

Batendo com força a palma de uma mão na outra, Dilma insistiu: “Eu não vou pagar pela merda dos outros”. Ela não disse a quem se referia, e ninguém achou que era conveniente perguntar. A explosão de fúria da presidente ocorreu na noite da última sexta-feira de junho, dia 26, na biblioteca do Palácio da Alvorada, durante uma reunião convocada às pressas por Dilma para discutir as revelações de Ricardo Pessoa.”

Todos os analistas políticos não caíram nessa conversa mole da Folha. Se mandaram vazar essa história, os assessores da Presidente Dilma só provam o desespero e a completa desconexão com a realidade.

convite-facebook