DILMA DIZ À FOLHA… “EU NÃO VOU CAIR. EU NÃO VOU, EU NÃO VOU. ISSO É MOLEZA, É LUTA POLÍTICA”.

 

No auge da pior crise de seus quatro anos e meio de governo, a presidente Dilma Rousseff desafiou os que defendem sua saída prematura do Palácio do Planalto a tentar tirá-la da cadeira e a provar que ela algum dia “pegou um tostão” de dinheiro sujo.

“Eu não vou cair. Eu não vou, eu não vou. Isso aí é moleza, é luta política”, disse a presidente nesta segunda-feira (6), durante entrevista exclusiva àFolha, a primeira desde que adversários voltaram a defender abertamente seu afastamento do cargo.

Apesar do cerco político que parece se fechar a cada dia, Dilma chamou os opositores para a briga. “Não tem base para eu cair, e venha tentar. Se tem uma coisa que não tenho medo é disso”, afirmou a presidente, acusando setores da oposição de serem “um tanto golpistas”.

Com dedo indicador direito erguido, foi mais enfática: “Não me atemorizam”. A presidente tirou o PMDB da lista de forças políticas que tentam derrubá-la. “O PMDB é ótimo”, disse Dilma, esquivando-se de responder sobre o flerte de figuras do partido com a tese do impeachment.

Dilma descartou a hipótese de renúncia e comentou o boato disseminado na internet, e prontamente desmentido por ela, de que havia tentado se matar. “Eu não quis me suicidar na hora que eles estavam querendo me matar lá [na cadeia, durante a ditadura militar], a troco de que eu quero me suicidar agora?”.

A matéria é assinada pelos jornalistas   MARIA CRISTINA FRIAS COLUNISTA DA FOLHA  VALDO CRUZ  e  NATUZA NERY DE BRASÍLIA

Leia na íntegra no  seguinte endereço

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/07/1652516-eu-nao-vou-cair-isso-ai-e-moleza-afirma-dilma.shtml

convite