MILTOM PIRES, MÉDICO INTENSIVISTA DIZ QUE PACIENTE COM EMBOLIA PULMONAR NÃO PODEVOAR

O EMBOLIZADO DA FAZENDA E A RESPIRAÇÃO DO BRASIL.

levy 02

Milton Pires

Respirar significa usar oxigênio para produzir energia. Isso é assim tanto para os filiados ao PSOL quanto para os alunos do Olavo de Carvalho. A primeira consequência de respirar é ficar vivo. A segunda; é produzir essa substância diabólica, essa coisa satânica, filiada ao PSDB ou ligada à CIA chamada gás carbônico e que os veados da Costa Leste dos EUA, o Greenpeace e o Bono Vox dizem que produz “aquecimento global”
Para que uma pessoa respire é preciso que o ar entre e saia dos pulmões e que o sangue passe pelos pulmões levando gás “bonzinho” (oxigênio) pra frente e trazendo gás “malvado” (gás carbônico) de volta.
Entrada e saída de ar dos pulmões chama-se VENTILAÇÃO. Passagem de sangue pelos pulmões com gás bonzinho ou malvado chama-se PERFUSÃO.
Embolia Pulmonar é uma situação em que a ventilação está normal e a perfusão está ruim. Ela, a perfusão, fica ruim porque tem alguma “coisa” entupindo os vasos do pulmão por onde o tal sangue deve passar. Talvez o que “entupa” seja um bola de sangue coagulado vindo das pernas, talvez seja talco misturado com a cocaína que a “gente cheira” ou talvez seja café com leite que uma técnica de enfermagem de 17 anos de idade, no interior do Piauí, tenha colocado dentro do soro que botaram “nas veia” da gente ao invés de enfiar naquele “caninho” que entra pelo nariz e leva comida para o estômago chamado “sonda” de alimentação.
Em 21 anos de profissão eu jamais vi alguém entrar num hospital com embolia pulmonar num dia e sair no outro. Isso pode ser explicado pelo fato de eu não trabalhar no hospital em que a elite da vagabundagem petista é atendida. Afinal de contas, eu sou o Dr. Milton – “o Monstro” – que agride médicas de unidades de terapia intensiva do PC do B em Porto Alegre.
Quando alguém tem embolia pulmonar não deve “andar” de avião. Avião é uma coisa que sobe e desce. Quando a gente sobe (em relação ao nível do mar) a pressão atmosférica “em volta” da gente diminui. Quando a gente desce, a tal pressão diminui. Isso é, de fato, perigoso para alguém com embolia pulmonar e pessoas com esse diagnóstico não devem viajar – ainda mais quando elas podem ir para os EUA e serem constrangidas com perguntas sobre a economia que os marginais petistas destruíram.
Quem leu esse texto até aqui pode dizer: “que coisa antiética que esse Dr. Milton está fazendo. Afinal, ele nem atendeu o paciente e está dizendo que o diagnóstico é falso”. Respondo que não estou excluindo coisa alguma, que estou dizendo O QUE é uma embolia pulmonar e o que são vagabundos petistas e que, se fosse antiético falar sobre pacientes sem os ter atendido, o Drauzio Varella e todos os picaretas que aparecem no Fantástico já deveriam ter sido processados pelo Conselho Federal de Medicina.
O Embolizado da Fazenda não é petista, mas trabalha para vagabundos petistas. Não me interessa se ele teve ou não embolia pulmonar. Interessa dizer como funciona essa doença, como funcionam os vagabundos petistas, e como o diagnóstico da doença, uma vez dado por algum “colega” canalha, pode ajudar, do ponto de vista político, a corja do PT.
Não sei se o Embolizado da Fazenda está ou não doente. Não me interessa ! Quem não está respirando bem é o Brasil !

Para o meu amigo, Leudo Costa.

Porto Alegre, 27 de junho de 2015.

Nota do Cristalvox: Milton Simon Pires é medico intensivista em Porto Alegre. Cardiologista dos bons. Acaba de ser demitido, por juta causa, do Grupo Hospitalar Conceição sob a acusação de ter agredido uma colega de trabalho na CTI do Hospital  Conceição. Concluída a Sindicância, o GHC foi obrigado a reconhecer que não pode ser provada a agressão. O Juiz da Vara de Proteção a Família já havia desqualificado o Termo Circunstanciado, corroborado pelo Promotor de Justiça que não viram nos autos,  a agressão denunciada. Milton Pires aguarda a sentença no Juizado Especial Criminal do Foro de Porto Alegre. O Magistrado pediu cópia do PAD para julgar  a ação. Milton Pires é vítima da sua franqueza, da sua coragem e do seu brasileirismo. Tenho orgulho de ser seu advogado. Defendo um homem de bem, um pai de família exemplar e antes de tudo, um brasileiro que se for convocado, enfrentará nas ruas a barbárie, a violação a Carta Constitucional e ajudará a recuperar a expressão Brasil!

Falar de embolia pulmonar não é fato estranho para o editor. Vivi o drama durante 21 dias ao lado do leito de minha mulher no Hospital Mãe de Deus. Sei da gravidade, dos perigos e do resultado.

Levy foi “o bode na sala”  usado pela máquina da comunicação petista para criar-se um factóide para esconder as 12 páginas da Veja.

convite